Briófitas: Introdução

Olá meus queridos alunos! Antes de estudar essa aula, eu aconselho vocês estudarem a aula desse blog sobre,
 Plantas: Noções básicas. Hoje estudaremos as características das briófitas. Boa aula.
Briófitas: Introdução
As briófitas são plantas mais antigas, vivem em ambientes úmidos e sombreados, como barrancos e troncos de árvores. As briófitas não estão confinadas apenas em ambientes úmidos e secos. É possível encontra- las em desertos, regiões de seca e quentes e até mesmo em regiões muito frias, como o Ártico e a Antártica. Elas não passam de 5 cm de altura. Apesar de haver na  Nova Zelândia uma briófita com 50 cm. Mas em geral elas são bem pequenas. As briófitas não tem raízes, caule, folhas, sementes e nem frutos. Elas tem filoides que parecem uma folhas, cauloides que parecem um caule e rizoides que parece uma raiz. As briófitas também não tem vasos condutores de seiva bruta e de seiva elaborada.
Briófitas: Introdução
As briófitas são plantas que apresentam características de transição do ambiente aquático para o ambiente terrestre. No ambientes terrestre, essas plantas enfrentam problemas, como por exemplo, a redução de quantidade água disponível. E a perda d' água por meio de transpiração intensa.
Briófitas: Introdução
Galera! Observe e analise o quadro sobre as características das briófitas.
Briófitas: Introdução
Galerinha! As briófitas são classificadas como plantas criptógamas, porque suas estruturas reprodutivas são escondidas ou pouco visíveis.
São avasculares, porque não tem xilema e floema que são vasos condutores de seiva bruta e seiva elaborada.
Gametófito é dominante, porque produz gametas que dão origem ao esporófito.
As briófitas não tem: raiz, folhas e caule. Tem estruturas análogas que são: rizoide, filoide e cauloide.

Briófitas: Introdução
Galerinha! No ambiente terrestre as plantas perdem muita água por meio de transpiração. E para isso as plantas possuem mecanismos para evitar a desidratação, como por exemplo, os estômatos. Já as briófitas possuem outros mecanismos para evitar a perda d' água, como por exemplo a cutícula e os poros que são estruturas análogas aos estômatos. Porém a cutícula e os poros não são o suficiente para evitar a perda intensa de água pela transpiração.
Briófitas: Introdução
Características da reprodução das briófitas.
Briófitas: Introdução

Galera! As plantas são dividas basicamente em 2 grupos:
Criptógamas:  As Briófitas e Pteridófitas.
Fanerógamas: As Gimnospermas e Angiospermas.
Briófitas: Introdução
As briófitas são grupos de plantas que se dividem em 3 filos:
 Musgos, Hepáticas e Antóceros. 
Resumindo: Musgos, Hepáticas e Antóceros, são plantas que pertencem ao grupo das briófitas.
Briófitas: Introdução
Briófitas: Introdução
Galera! Espero que tenham gostado. Obrigado por estudar mais uma aula. Até a próxima.

Pofº Weslei

0 comentários:

Postar um comentário